quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Trailer Os Vingadores


video


Finalmente saiu o trailer do filme dos Vingadores. É impossível saber se um filme será bom ou não apenas pelo trailer. A única coisa que posso afirmar é que visualmente ficou espetacular e parece (eu disse: parece) que será um grande filme. Interessante que parece que estou vendo uma HQ pintando pelo Alex Ross. A cena em que o Capitão América pula sobre um carro é idêntica a uma presente na mini-série Marvels.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Trailer do Laterna Verde

Pelo trailer parace que será um filme fiel às HQs e bem interessante. Mas trailer é trailer, só mesmo quando estrear para termos certeza.
video

terça-feira, 27 de julho de 2010

Os Vingadores


E o elenco do filme Os Vingadores foi apresentado na Comic-Con em San Diego. O filme reunirá o grupo criado em em 1963 por Stan Lee, Jack Kirby e Dick Ayers. O filme apresentará personagens que já participaram de filmes anteriores (Hulk, Homem de Ferro) e de filmes que ainda serão lançados (Capitão América e Thor) antes dos Vingadores além de heróis que não apareceram na tela grande até o momento. Há uma grande expectativa em relação ao filme pois é um projeto que já vem sendo trabalhado há algum tempo. Esperamos que saia um filme realmente bom (algo como um X-Men 2 já seria ótimo) e não um roteiro bobo sendo usado como desculpa pra cenas de ação. A revista dos Vingadores atualmente é escrita pelo grande Brian Michael Bendis com roteiros de tirar o fôlego. Uma leitura delas não faria mal aos roteiristas do filme.


Abaixo segue o elenco:


Samuel L. Jackson (Nick Fury)

Scarlett Johansson (Viúva Negra)

Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk)

Chris Evans (Capitão América)

Chris Hemsworth (Thor)

Jeremy Renner (Gavião Arqueiro)

Robert Downey Junior (Homem de Ferro)

Clark Gregg (Agente da SHIELD)





terça-feira, 18 de maio de 2010

Dio - o cavaleiro de Neon


É muito chato eu ressucitar esse blog com uma notícia tão triste mas não tinha como não prestar uma homenagem a um ser humano maravilhoso e ícone da música: Ronnie James Dio que faleceu no último domingo 16/05/2010.


Dio foi vocalista de diversas bandas (Elf, Rainbow, Black Sabbbath, Heaven and Hell) e de sua carreira solo. Sua trajetória e a histórica do rock - e principalmente do heavy metal - se confundem. Pra quem não sabe ele que inventou - ou no mínimo popularizou - os famosos chifrinhos feitos com as mãos nos shows mundo afora.


Hoje digo com absoluta certeza que Dio é foi um dos responsáveis por eu amar rock, metal e música em geral. Lembro até hoje quando há mais de 15 anos um amigo gravou uma fita cassete com várias música de rock. Tinham duas que vinham em seguida: Neon Knights (Black Sabbath)e The Number of The Beast (Iron Maiden). Nossa, quando ouvi essas duas músicas entrei em êxtase total, achei aquilo único, maravilhoso, extraordinário. E as vozes dos vocalistas? Que vozes eram aquelas? O nome deles? Dio e Bruce Dickinson (na época eu achava ambas bem aprecidas até). Se não fosse esses dois nomes com essas músicas matadoras em sequência talvez eu fosse outra pessoa hoje.


Com o tempo fui ouvindo mais de Dio tanto no Sabbath como solo e Rainbow. Cada vez me maravilhando mais. E o Holy Diver? O que era aquilo? Que albúm. Gravei o clip de Rainbow in the Dark na MTV (extinto Fúria) e vi milhares e milhares de vezes.


Até que o baixinho veio tocar no RJ. Como eu queria vê-lo. Mas infelizmente eu era na época um estudante fã de metal sem grana. Perdi uns dois ou três shows dele nos anos seguintes. Até que anos depois pude finalmente assitir um. E foi algo sem palavras. Era incrível como ao vivo o cara era ainda melhor que vê-lo em vídeos, a voz mais perfeita, a presença de palco e o carisma gigantesco, que carisma o baixinho tinha num palco.


Lógico que nem preciso de dizer que queria muito ouvir Neon Knights. Ele nem sempre tocava e nesse parecia que não tocaria também. Não que depois de ouvir Rainbow in The Dark, Don't Talk the Strangers, Heaven and Hell eu fosse achar o show ruim mas se o cara tocasse seria a cereja do bolo de um show perfeito.


E o público pedia no final Neon Knights, eu nunca fui de pedir música em show mas também gritei Neon Knights. O show acabava aparentemente ali mas Dio olhou pra gente, olhou diretamente pra mim e outras pessoas próximas e foi no ouvindo do guitarrista. Esse parecia que não queria tocar - o show oficial já havia terminado acredito eu - mas Dio aparentemente deu-lhe um pequeno esporro olhou pra platéia e gritou com fúria com o punho fechado para o alto: Neon Knights.


Até hoje conto pros amigos como entrei em transe naquele momento, sério, foi transe mesmo. Foi uma das maiores emoções da minha vida em um show. A música foi executada de forma maravilhosa, perfeita, primorosa. Uma das músicas de maior responsabilidade em me fazer ouvir metal e rock. Nunca esqueci esse primeiro show do mestre.


Depois ainda vi outro solo que iniciou com a lenta Children of the Sea de forma maravilhosa com uma integração público/banda inesquecível. Foi outro show espetacular mas sem Neon Knights dessa vez. Mas nunca esqueci uma cena de um pai que levou nos ombros a filha de uns 9 ou 10 anos na Heaven and Hell pra ver o mestre bem de pertinho - no momento da luz vermelha - e o aceno dele pra menina que estva com os olhos fixos no palco.


Pra minha sorte sai a notícia anos depois que Ronnie tocaria de novo com Iommi, Butler e Appice e fariam tour pelo Brasil e o Rio de Janeiro. Sim, eu iria ver o baixinho ao lado de outras lendas - incluindo meu baixista preferido na história do rock, Geezer Butler, ao lado de Steve Harris do Iron Maiden. O show foi um primor do início ao fim. A honestidade, profissionalismo, carisma, o modo como era tocado...sem palavras. Sempre soube que tava presenciando lendas na minha frente, lendas vivas. Dessa vez com direito a Neon Knights novamente com o próprio Black Sabbath.


Nunca imaginaria que seria última vez que veria o baixinho ali na minha frente com todo o seu carisma e simpatia detonando sua voz maravilhosa. Voz essa que é rasgada, melódica, limpa, calma ou um trovão. A voz que é o que a música pedir.


Já estava pronto esse ano pra outro show mesmo sabendo da luta do baixinho contra um tumor que achei que seria vencido. Por ele morreria né? Lendas são eternas.


Infelizmente a notícia veio - eu meio que já estva sentindo que isso aconteceria quando a esposa de Dio, Wendy, falou que ele havia piorado. Foi uma notícia que bateu forte no peito. Engraçado como mesmo nunca tendo falado pessoalmente com ele notei que era parte da minha vida. Sua voz me acompanha desde a adolescência em casa, trablho, escola, bares, viagens, me deixando sempre feliz, empolgado...melhorando qualquer dia ruim. Todo ano ficava a espera da próxima tour pra vê-lo e ouvir sua voz. Agora acabou.


Mas sempre lembro de um diálogo do filme Menina de Ouro em que Morgan Freeman diz algo como: muitas pessoas têm muitos desejos de serem algo na vida, pouquíssimas conseguem, essas no dia em que se forem irão tranquilas pois viveram uma vida maravilhosa do jeito que queriam fazendo valer cada minuto de sua existência na Terra. Precisa dizer que Dio foi um desses?


Só posso dizer que me sinto um grande privilegiado por tê-lo visto ao vivo três vezes e uma ainda por cima com o Black Sabbath (ou Heaven and Hell, chamam como quiserem). Vi um dos criadores de um estilo não só de música mas além. E vi uma pessoa maravilhosa também. Qual fã de música clássica não gostaria de ter visto Beethoven, Chopin ao vivo? Eu tive a sorte de ver o Beethoven do heavy metal ao vivo. Pena as novas gerações que não terão esse privilégio mas que continuarão amando sua arte. A grande mídia não dará muita atenção pelos motivos já conhecidos.


Finalizo com o óbvio. Agradecendo ao Dio por tudo que ele vez em sua vida, pela arte mágica e eterna que criou, por todas as felicidades que trouxe pra mim e milhares de pessoas ao redor do mundo. Sua passagem na Terra deixou um rastro de bons sentimentos e realizações que se fixaram no coração de milhares de pessoas e cujas vibrações serão eternas. Vá em paz baixinho. Valeu por tudo.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Oscar 2010


Saiu as indicações ao Oscar 2010.

Em melhor filme concorrem Avatar, Bastardos Inglórios e Distrito 9, ou seja, algumas surpresas. Não acho que Avatar deveria concorrer a melhor filme, tecnicamente é perfeito mas como um todo não é algo perfeito. E se Avatar concorre porque O Cavaleiro das Trevas não concorreu em 2009? Preconceito por ser uma adaptação de HQs? Bastardos Inglórios é uma aula de cinema. Distrito 9 gostei muito com suas críticas ao autoritarismo de estado e segregação social e racial.

Guerra ao Terror preciso de ver com urgência, mesmo sem ter visto mas pelos comentários, críticas, etc. parece ser o mais merecedor do prêmio.

Melhor ator coadjuvante escollho Christoph Waltz na cabeça.


Abaixo a lista completa:


Melhor Filme
"Avatar", de James Cameron
"O Lado Cego", de John Lee Hancock
"Distrito 9", de Neill Blomkamp
"Educação", de Lone Scherfig
"Guerra ao Terror", de Kathryn Bigleow
"Bastardos Inglórios", de Quentin Tarantino
"Preciosa - Uma História de Esperança", de Lee Daniels
"Um Homem Sério", de Ethan e Joel Coen
"Up – Altas Aventuras", de Pete Docter e Bob Peterson
"Amor Sem Escalas", de Jason Reitman


Melhor Direção
James Cameron, “Avatar”
Kathryn Bigelow, “Guerra ao Terror”
Quentin Tarantino, “Bastardos Inglórios”
Lee Daniels, “Preciosa - Uma História de Esperança”
Jason Reitman, “Amor Sem Escalas”


Melhor Ator
Jeff Bridges, “Coração Louco”
George Clooney, “Amor Sem Escalas”
Colin Firth, “A Single Man”
Morgan Freeman, “Invictus”
Jeremy Renner, “Guerra ao Terror"


Melhor atriz
Sandra Bullock, “O Lado Cego”
Helen Mirren, “The Last Station”
Carey Mulligan, “Educação”
Gabourey Sidibe, “Preciosa - Uma História de Esperança”
Meryl Streep, “Julie & Julia"


Melhor Ator Coadjuvante
Matt Damon, “Invictus”
Woody Harrelson, “The Messenger”
Christopher Plummer, “The Last Station”
Stanley Tucci, “Um Olhar do Paraíso”
Christoph Waltz, “Bastardos Inglórios”


Melhor Atriz Coadjuvante
Penélope Cruz, “Nine”
Vera Farmiga, “Amor Sem Escalas”
Maggie Myllenhaal, “Coração Louco”
Anna Kendrick, “Amor Sem Escalas”
Mo’Nique, “Preciosa - Uma História de Esperança”


Melhor Animação
“Coraline”
“O Fantástico Sr. Raposo”
“A Princesa e o Sapo”
“O Segredo de Kells”
“Up – Altas Aventuras”


Melhor Direção de Arte
Rick Carter, Robert Stromberg, Kim Sinclair ("Avatar")
Dave Warren, Anastasia Masaro, Caroline Smith ("O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus")
John Myhre, Gordon Sim ("Nine")
Sarah Greenwood, Katie Spencer ("Sherlock Holmes")
Patrice Vermette, Maggie Gray ("The Young Victoria")


Melhor Fotografia
Mauro Fiore ("Avatar")
Bruno Delbonnel ("Harry Potter e o Enigma do Príncipe")
Barry Ackroyd ("Guerra ao Terror")
Robert Richardson ("Bastardos Inglórios")
Christian Berger ("A Fita Branca")


Melhor Figurino
Janet Patterson ("Bright Star")
Catherine Leterrier ("Coco Antes de Chanel")
Monique Prudhomme ("O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus")
Colleen Atwood ("Nine")
Sandy Powell ("The Young Victoria")


Melhor Documentário de Curta-metragem
"China's Unnatural Disaster: The Tears of Sichuan Province", de Jon Alpert e Matthew O'Neill
"The Last Campaign of Governor Booth Gardner", de Daniel Junge e Henry Ansbacher
"The Last Truck: Closing of a GM Plant", de Steven Bognar e Julia Reichert
"Music by Prudence", de Roger Ross Williams e Elinor Burkett
"Rabbit à la Berlin", de Bartek Konopka e Anna Wydr


Melhor Filme Estrangeiro
"O Segredo dos Seus Olhos", de Juan Jose Campanella (Argentina)
"Un Prophète", de Jacques Audiard (França)
"A Fita Branca", de Michael Haneke (Alemanha)
"Ajami", de Scandar Copti e Yaron Shani (Israel)
"A Teta Assustada", de Claudia Llosa (Peru)


Melhor Roteiro Original
"Guerra ao Terror"
"Bastardos Inglórios"
"The Messenger"
"Um Homem Sério"
"Up - Altas Aventuras"


Melhor Roteiro Adaptado
"Distrito 9"
"Educação"
"In the Loop"
"Preciosa – Uma História de Esperança"
"Amor sem Escalas"


Melhor Canção Original
"Almost There", de "A Princesa e o Sapo"
"Down in New Orleans", de "A Princesa e o Sapo"
"Loin de Paname", de "Paris 36"
"Take It All", de "Nine"
"The Weary Kind", de "Crazy Heart"


Melhor Trilha Sonora
"Avatar"
"O Fantástico Sr. Raposo"
"Guerra ao Terror"
"Sherlock Holmes"
"Up - Altas Aventuras"


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

FINALMENTE O TRAILER DE HOMEM DE FERRO 2

Parece que vem coisa boa. O trailer não decepciona. E Johansson não está com cara de boazinha no papel da espiã russa como eu havia criticado. Só gostaria do Clint Eastwood como Nick Fury, sempre achei ele a cara do Nick.
O film tem estréia munidla no dia 7 de maio de 2010

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

MOSTRA DAVID LYNCH NA CAIXA CULTURAL


Pra quem - assim como eu - é fã do cineasta David Lynch uma boa pedida é a mostra que a Caixa Cultural (RJ) realiza a partir dessa semana.


Para quem não sabe ou não se lembra, David Lynch é a cabeça por detrás de obras como Veludo Azul, Cidade dos Sonhos, Império dos Sonhos, Duna, O Homem Elefante Eraserhead, Coração Selvagem e da aclamada mini-série de TV Twin Peaks (quem matou Laura Palmer? lembram-se?).


Para quem ainda não conhece a obra do diretor a mostra é ainda mais interessante. Porém preparem-se pra entrar em um universo completamente estranho, porém fascinante - e nem sempre busquem sentido em tudo o que está na tela.


Mulheres lindas, cortinas vermelhas, luzes piscando, busca por identidade, sonhos, música singular, paranóia e - por que não - amor e esperança, esse é o mundo de Lynch. Pode-se gostar ou não mas que é algo único é inegável.


Mostra “David Lynch – O Lado Sombrio da Alma”
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinemas 1 e 2
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro, Rio de Janeiro-RJ (Metrô: Estação Carioca)
Telefones: (21) 2544 4080/ 2544 1099
Datas: de 08 a 20 de dezembro de 2009.
Horários: Sessões a partir das 17h, de terça-feira a domingo.
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia entrada)
Classificação: Consultar programação.
Acesso para pessoas com necessidades especiais.
Programação completa:
www.caixa.gov.br/caixacultural

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Rio de Janeiro
Telefones: (21) 2202-3096/ 2202-3086
E-mail:
cultura.rj@caixa.gov.br
Programação completa: www.caixa.gov.br/caixacultural